Gilberto Ramalho, presidente da Intermarine, morre em acidente

 

Empresário vinha de Parati para o interior de São Paulo quando o helicóptero em que voava explodiu pouco antes do pouso

Revista Náutica/Reprodução
O empresário Gilberto Ramalho

Gilberto Ramalho, dono da Intermarine, morreu nesta segunda-feira depois que o helicóptero modelo Agusta A-19 em que viajava explodiu quando o piloto se preparava para pousar. Outras cinco pessoas estavam na aeronave no momento do acidente. Piloto e copiloto foram levados para um hospital do município com ferimentos graves. A mulher, a filha do empresário e uma amiga dela sofreram ferimentos leves segundo informações publicadas pelo portal G1.

Gilberto Ramalho estava em Angra dos Reis e saiu com o helicópetro de Parati por volta das 15h30 desta segunda-feira, com destino a Itupeva, a 73km de São Paulo. O acidente aconteceu por volta das 17h, quando o piloto já se preparava para o pouso. A aeronave explodiu a cerca de 20 metros do solo e pegou fogo. Os ocupantes do helicóptero conseguiram sair, mas o empresário ficou preso nas ferragens e morreu carbonizado.

À frente da Intermarine, Gilberto Ramalho fez história na indústria de lazer náutico do Brasil. Desde 1973, o estaleiro já comercializou mais de 5000 embarcações, e tornou-se referência em lanchas de alto padrão no Brasil. Com licença para construir no Brasil embarcações do renomado estaleiro italiano Azimut Yachts, a Intermarine fez seu próprio padrão de qualidade, com uma ampla linha de embarcações, de 38 a 98 pés e representantes espalhados por todo Brasil.

Empresário visionário
Gilberto Ramalho foi um empresário visionário, cujo espírito empreendedor balizou a indústria náutica brasileira por três décadas. Além de timonear a Intermarine, o maior estaleiro brasileiro, Gilberto Ramalho participou de corridas de lanchas offshore e patrocinou rallies náuticos. A Intermarine, na mão de Gilberto Ramalho, foi responsável pela expansão do segmento das lanchas offshore no Brasil. Alguns dos modelos clássicos que a Intermarine já produziu foram a Panther 33, Cigarette 36, Oceanic 32 e, mais recentemente, a Intermarine 580 Full.

A Oceanic 32, inclusive, junto com a Oceanic 53, foi a primeira lancha apresentada por Náutica como teste. E depois delas seguiram-se muitas mais, totalizando 25 lanchas Intermarine já testadas por Náutica, quase uma por ano, além de várias inserções na seção Novos Barcos e lançamentos de lanchas nas matérias de boat shows. A Intermarine deu uma grande guinada quando se associou ao grupo italiano Azimut e balizou a indústria náutica nacional com o lançamento desta marca, que começou com a Intermarine 500 Full. O próprio termo Full, que designa um barco totalmente equipado, foi criado por Gilberto Ramalho na indústria náutica.

fonte: Revista Naútica

Tags: , , , , ,

8 Respostas to “Gilberto Ramalho, presidente da Intermarine, morre em acidente”

  1. nilton silvarolli Says:

    Com imenso pezar que expresso meus sentimentos pela perda do Sr.Gilberto Ramalho,homem do mar e notável empreendedor brasileiro.

  2. Ronaldo Vilas Boas. Says:

    É uma grande perda para a industria naútica Brasileira.
    Determinaçao,ousadia,pioneirismo e empreendedor.
    Deixou um grande legado do mercado naútico.

  3. vagner jose dos santos Says:

    a todos que possam ler, este homem foi a pessoa mais simples e humilde que ja conheci na face da terra. meu amigo onde quer que esteja tenha um bom descanso e fica tranquilo que deus estara olhando pela sua familia ate um dia amigo. ass vagner

  4. adelina Says:

    é com imenso pesar que reporto a este comentário.não conheci o empresário Gilberto Ramalho, mas pessoas proximas.mues verdadeiros sentimentos aos familiares, como sabemos, sofre quem fica. que ele descanse em paz.

  5. jorge alves Says:

    Foi com muita consternação que tomei conhecimento do falecimento do Gilberto. Expresso as maiores condolencias à família e equpa da INTERMARINE.Do amigo Jorge Alves – AZIMUT/ATLANTIS Portugal

  6. André Paes Says:

    O mercado Náutico brasileiro perdeu seu maior entusiasta e empreendedor.
    Sentiremos falta do Sr. Gilberto.

    Que a obra dele seja perpetuada por quem assumir o seu lugar.

    André

  7. william simoceli Says:

    o brazil e o mundo nautico perdeu um grande empresario

  8. carvalho junior Says:

    grande homem de um bom coração faz muita falta a seus funcionario da intermarine luto e lamentos.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: