Posts Tagged ‘celular’

Oi vai fornecer TV por Assinatura !!

setembro 19, 2008

Anatel autoriza Oi a fornecer TV por Assinatura

O Conselho Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou nesta terça-feira (16), em sua 495ª reunião, o Grupo Oi a realizar a prestação de serviços de TV por Assinatura com tecnologia via satélite, conhecida por DTH (sigla inglesa para Direct-to-Home). O provimento de serviço possui abrangência nacional.

A autorização pertencerá a TNL PCS, prestadora do grupo que detém as autorizações para Serviço Móvel Pessoal (telefonia móvel) e Serviço de Comunicação Multimídia (provimento de banda larga fixa). O valor da autorização para a prestação de DTH com a finalidade de distribuir sinais de sons e imagens (televisão) e áudio, a ser desembolsado pela prestadora, é de R$ 470 mil.
A Oi também assumiu junto à Anatel, de forma voluntária, o compromisso de tornar disponível gratuitamente um canal para o Ministério da Saúde e de distribuir dois mil kits com antena receptora, decodificador e aparelho de televisão para instituições integrantes do Sistema Público de Saúde, selecionadas pelo Ministério.

As instituições que receberem o kit terão acesso ao canal de forma gratuita. A Anatel junto com o Ministério da Saúde coordenarão a implantação do compromisso firmado pela prestadora.

Além disso, a prestadora se comprometeu a transportar três canais (um para a Câmara Federal, um para o Senado e um para o Supremo Tribunal Federal), que constarão dos pacotes a serem disponibilizados ao público. A TNL PCS tem até 12 meses, a partir da publicação da autorização no Diário Oficial da União, para entrar em operação.

fonte: B2B Magazine

Anúncios

Google Phone da HTC pode chegar as lojas no próximo dia 23 de setembro

setembro 13, 2008

Segundo diversas fontes, o HTC Dream (ou G1 – renomeado pela T-Mobile), que virá equipado com o sistema operacional móvel Android, pode finalmente chegar as lojas no próximo dia 23 de setembro.

Embora o Google e T-Mobile não confirmem a informação, o HTC Dream já recebeu aprovação

 

da FCC para ser lançado em breve e virá equipado com WiFi, Bluetooth 2.0 + EDR e funcionará nas Bandas GSM/GPRS/EDGE 850/1900 e WCDMA 1700 — a freqüência 3G preferida da T-Mobile.

 

De acordo com pessoas ligadas a T-Mobile, a operadora de telefonia móvel quer ser a primeira a oferecer um telefone celular com a plataforma do Google Android no mundo.

HTC Touch HD: o Google Phone dos sonhos?

setembro 11, 2008

Muitas pessoas não gostaram do Dream, primeiro modelo criado pela HTCque virá equipado com a plataforma Android, pois apresenta um design muito diferente do concorrente iPhone. Embora essa informação não seja confirmada, a HTC poderia no futuro colocar o SO Android em seu modelo HD, na qual as fotos do modelo vazaram hoje.

Olha só as configurações desta belezura:

* Windows Mobile 6.1 Professional
* Qualcomm 7201A processor @ 528MHz
* 512MB ROM / 256MB RAM (+32MB no processador)
* WVGA
* Tela 480 x 800 pixels fullscreen (vocês leram? 480 x 800 Wow)
* GPS / HSDPA
* 5 Megapixel de câmera (no flash)
* Sem Dpad ou roda de scroll
* microSD
* Bateria de 1350mAH
* 3.5mm headset jack

Bom… vamos “sonhar” um pouco. E claro, esperar que a HTC leia esse post. =)

Celular da Google chega ao Reino Unido em novembro

setembro 9, 2008

Dream, fabricado pela HTC tem o sistema operacional open source Android

A T-Mobile no Reino Unido começa a vender, até o Natal, aparelhos com o sistema operacional da Google para telefones celulares. A chegada do aparelho na Grã-Bretanha, em novembro, concretiza as investidas da Google em um novo mercado, o da telefonia móvel.

O Dream, fabricado pela empresa HTC, de Taiwan, operará com a tecnologia 3G e com um teclado sob o display que desliza para utilização pelo usuário. É uma tentativa, segundo o site do Telegraph, de fazer frente ao iPhone, da Apple.

Dentro do Dream, o Android, sistema operacional open source da Google para telefones móveis, terá uma ampla variedade de aplicações para a web.

Uma demonstração do Android funcionando no Dream pode ser conferida neste vídeo aqui

Celular com visual Maserati chega ao Brasil

setembro 8, 2008

Um novo modelo do celular i877 by Pininfarina – baseado nas formas do automóvel Maserati Birdcage 75th – chega ao Brasil na cor vermelha por meio de uma parceria entre as empresas Motorola e Nextel.

Conhecido como i877 Red, o aparelho da Pininfarina dessa vez vai além do design moderno e ganha velocidade de comunicação com a tecnologia Conexão Direta da Nextel (Push-to-Talk). Junto com a comunicação instantânea, o i877 Red by Pininfarina oferece câmera de 3 megapixels com flash integrado, interface Bluetooth, entrada para cartão de memória tipo microSD, alto-falantes estereofônicos, GPS e tocador de MP3.

O produto também está disponível na cor preta e pode ser encontrado nas lojas de varejo do País a R$ 899 (preço sugerido). O vice-presidente de marketing da Nextel, Mario Carotti, disse que o público da empresa é bastante exigente e dá cada vez mais valor à beleza dos aparelhos. Segundo o executivo, a idéia com o lançamento do i877 Red no Brasil é “aliar recursos avançados de comunicação e produtividade com o melhor do design”.

Máquina que vende MP3 chega a São Paulo no próximo dia 10

setembro 8, 2008

Fonte: UOL Tecnologia

Funstations, que venderão música, vídeo, audiolivro e ringtones com a mesma praticidade de um caixa eletrônico ou de uma máquina de refrigerante.

CAMILA RODRIGUES para o UOL Tecnologia
Imagens da FunStation
Um totem com tela sensível ao toque que disponibiliza músicas, vídeos, audiolivros e toques para celular (pagos e gratuitos), sem intermédio de um computador: essa é a idéia da FunStation, uma máquina que vende conteúdo sob demanda e entrará em funcionamento no dia 10 de setembro.

Está previsto para outubro o lançamento de uma plataforma Web que permitirá que artistas vendam suas músicas sem intermédio de gravadoras.
Bastará fazer o upload da música, definir o preço que elas valem e, depois de 48 horas, elas deverão estar em cada uma das máquinas -o conteúdo delas é centralizado em um servidor.

Imagens da FunStation

Um totem com tela sensível ao toque que disponibiliza músicas, vídeos, audiolivros e toques para celular (pagos e gratuitos), sem intermédio de um computador: essa é a idéia da FunStation, uma máquina que vende conteúdo sob demanda e entrará em funcionamento no dia 10 de setembro.

Está previsto para outubro o lançamento de uma plataforma Web que permitirá que artistas vendam suas músicas sem intermédio de gravadoras.

Bastará fazer o upload da música, definir o preço que elas valem e, depois de 48 horas, elas deverão estar em cada uma das máquinas -o conteúdo delas é centralizado em um servidor.

Qualquer tocador, celular com Bluetooth ou cartão USB podem receber o conteúdo.

Segundo Armando Périco, programador da FunStation, os artistas terão acesso a relatórios que mostram quantas vezes as faixas deles foram vendidas e qual é a porcentagem do valor da venda que lhes cabe.

O artista também pode optar por disponibilizar as músicas gratuitamente, como alguns já fazem na rede social MySpace.

LIVRE DE GRAVADORAS

O primeiro modelo será lançado em São Paulo, na unidade da Fnac da Paulista, e o conteúdo será disponibilizado por valores entre R$ 0,50 e R$ 3,50, segundo o desenvolvedor da máquina, Bruno De Marchi Filho.

Tela inicial da FunStation à esquerda; ao lado, tela para comprar vídeos.

 A estação foi idealizada por Bruno e Armando Périco Neto em conjunto com estudantes italianos e alemães e desenvolvida na Faculdade de Tecnologia de Lugano, na Suíça. O contrato para comercialização do equipamento no Brasil foi fechado com Marcos Maynard, músico e ex-presidente de grandes gravadoras.

Mas também vai ter conteúdo gratuito, que ou deverá ser patrocinado ou disponibilizado pelas próprias gravadoras como meio de divulgação, por exemplo.

 As músicas disponibilizadas inicialmente são de gravadoras nacionais, como Som Livre, Biscoito Fino, Coqueiro Verde, Velas, Movie Play, Thrbo Music e Max Pop e nenhuma das canções terá proteção DRM.

As multinacionais, como EMI, Sony e Warner, ainda não licenciaram o conteúdo —o motivo, segundo De Marchi Filho, seria a dificuldade de negociar com as matrizes o conteúdo sem DRM, ainda não liberado em países da América Latina.

A seção de vídeos é preenchida também com conteúdos dessas gravadoras e dos produtores de animações para Internet Maurício Ricardo (do Charges.com) e do Mundo Canibal (do hit “Avaianas de Pau”). “Também estamos negociando com a TV Cultura”, adianta De Marchi.

Ele diz que se alguma banda ou artista se interessar por esse tipo de divulgação, pode mandar e-mail para contato@funstation.com.br.

Telas da seção de venda de músicas.

O conteúdo da seção de audiolivros virá das editoras Audiolivro e Nossa Cultura, e os ringtones serão disponibilizados também pelas gravadoras e pelo Mundo Canibal.

A máquina será compatível com qualquer tipo de tocador de MP3, porque suporta cartão SD, USB, entrada de iPod e permite conexão Bluetooth (para o caso de tocadores em celulares).

“Vender o momento”

A máquina suporta desde o iPod mais sofisticado até o tocador de MP3 mais simples e celulares, com o objetivo de atingir dois públicos: um deles é composto por jovens que têm computador em casa mas que gostariam de ter uma música nova durante o dia, “como quem compra uma coca-cola gelada na máquina mesmo tendo várias latinhas na geladeira de casa”, compara De Marchi.

“A idéia é “vender o momento” para quem já tem o computador. Vender a comodidade de ter a música que quiser na hora que quiser, sem depender de um computador”.

Outro público que a máquina quer atingir são as pessoas de baixo poder aquisitivo, que ou compraram tocador de MP3 popular e têm dificuldades de baixar música, ou possuem um aparelho celular com MP3, mas não têm condições de adquirir um plano de dados e acham o conteúdo oferecido pelas operadoras de celular muito caro.

Telas da seção de conteúdo gratuito, que inclui as quatro categorias.

Além da Fnac, a máquina também poderá ser encontrada nas unidades do Carrefour de Tamboré, Pinheiros e Butantã a partir de outubro. A empresa também está negociando com outras lojas que atendam o público-alvo.

Os planos prevêem que, em janeiro, a máquina esteja em 100 lojas.

 

 

 

 

iPhone 3G: Veja 10 itens que devem ser considerados antes da compra

setembro 6, 2008

No Brasil, o aparelho deve ser lançado pela operadora

Vivo no fim de setembro

Reprodução

Veja 10 itens que devem ser considerados antes da compra

Por Daniel Damas
wnews

Badalado e ansiosamente aguardado. Foi assim que o iPhone chegou a quase todos os 44 países onde já foi lançado de forma oficial. No Brasil, o aparelho deve ser lançado pela operadora Vivo no fim de setembro. A Claro promete início das vendas do gadget em até 60 dias, e a TIM ainda está em negociações com a Apple. Porém, por mais que o novo celular tenha um design atraente e possa parecer irresistível, ele não é perfeito. Se você planeja comprar um, fique atento e avalie bem se a nova tecnologia atende suas necessidades.

O WNews já testou o iPhone 3G desbloqueado e avaliou suas funcionalidades. Listamos a seguir dez desvantagems do terminal em comparação com outros smartphones:

1 – Sem slot para expansão de memória
Disponível em versões com 8 GB e 16 GB de memória interna, o gadget aparenta ter bastante capacidade de armazenamento. Mas, considerando que ele tem um iPod embutido que toca músicas e vídeos, o espaço tende a diminuir rapidamente conforme o usuário vai transferindo seus arquivos ou produzindo imagens. Por isso, um slot para cartão de memória seria mais do que bem-vindo. Já há no mercado, por exemplo, cartões de memória do tipo SDHC (uma evolução do SD) com 16 GB, o que permitiria dobrar ou até triplicar a capacidade do iPhone.

2 – Poucas assistências técnicas autorizadas
De acordo com a Apple Brasil, são apenas 37 centros em todo o Brasil. O site da empresa aponta que o Estado de São Paulo tem 12 (sendo dez na capital), enquanto o Rio de Janeiro soma cinco. Rio Grande do Sul, Pernambuco, Paraná, Espírito Santo e Bahia têm apenas um, todos nas respectivas capitais.

3 – Nada de videochamada
Uma das funcionalidades mais bacanas permitidas pela rede 3G não está disponível no iPhone. O motivo é simples: o terminal não tem câmera frontal, então não é possível que duas pessoas falem ao telefone e se vejam ao mesmo tempo.

4 – Câmera fotográfica mediana e sem flash
Com resolução de 2 megapixels, a câmera do iPhone é melhor do que aquelas com padrão VGA que equipavam celulares mais antigos. Ainda assim, fica bem abaixo da qualidade produzida por aparelhos mais novos. LG, Nokia, Samsung e Sony-Ericsson são algumas das fabricantes que já oferecem câmeras com resolução de 5 MP (ou até maior do que isso), boas lentes e flash aperfeiçoado, outro recurso que o smartphone da Apple também não tem.

5 – Suporte à gravação de vídeos não vem de fábrica
Outra função que o iPhone suprime é a de gravar vídeos, nem mesmo aqueles em baixa resolução. É possível ter o recurso por meio da instalação de softwares de terceiros, mas, eles deixam a desejar. O ideal seria que esse recurso já viesse incorporado de fábrica.

6 – Bateria interna
Se você é daqueles que andam com um suprimento extra para não ficar sem carga e poder utilizar o celular sempre, esqueça. A bateria do iPhone é interna, ou seja, não é possível substituí-la facilmente. Quando ela estiver desgastada o suficiente a ponto de precisar trocá-la, será necessário ir a uma assistência técnica.

7 – Bluetooth pela metade
O recurso tem sua conexão limitada a outros equipamentos da Apple ou dispositivos autorizados pela empresa. Na prática, se você tiver um headset de outra marca ele pode não funcionar com o iPhone. Outra restrição é a transferência de arquivos para outros celulares com Bluetooth (não é possível enviá-los e nem recebê-los).

8 – Arquivos Office? Apenas para ver
A Apple incorporou ao iPhone 3G a habilidade de abrir arquivos do Microsoft Office (Word, Excel e PowerPoint) e também aqueles com extensão PDF. Mas nada de editar os documentos. Essa função não é trivial em muitos smartphones, mas era esperada no celular da Apple, cuja segunda geração também quer sua fatia no mercado de smartphones corporativos.

9 – GPS Assistido
Em vez de utilizar um receptor próprio de sinais de satélite, como fazem outros celulares, o iPhone usa a triangulação das antenas de telefonia celular. Além de não ser preciso, o recurso pode ser bastante demorado para começar a funcionar. Mas, isso quando funciona.

10 – Uso corporativo? Ainda não
Se você pretende utilizar o iPhone como celular da empresa, é melhor pensar duas vezes. Isso porque o BlackBerry, por exemplo, é muito mais eficiente nessa tarefa, até por ter teclado no padrão Qwerty que pode ser acionado com ambas as mãos. O teclado na tela, ativado pelo toque dos dedos, é visualmente interessante, mas pode ser cansativo na hora de digitar mensagens mais longas. Além disso, o controle de correio eletrônico do BlackBerry é mais eficiente, mesmo com o iPhone já oferecendo suporte para o gerenciador de e-mails corporativos Microsoft Exchange.

Celular com TV da STI chega às lojas

setembro 4, 2008

chegou, finalmente

CelTV: chegou, finalmente

O Samsung V820L já não é o único celular com TV digital do Brasil. Já começou a ser vendido o CelTV, da Semp Toshiba – que também vem com o recurso de assistir à TV sem pagar nada a mais por isso.

Dizer “já”, no caso, é força de expressão, porque o CelTV – que era conhecido até agora pelo nome CTV41 – havia sido prometido desde abril. Mas só ontem os jornais estamparam seus grandes anúncios, ofertando o produto por 899 reais.

E o que é que o CelTV, ou CTV41, tem? Bem, que sintoniza TV digital, já sabemos. E, como se espera, ele toca MP3, tira fotos (com um sensor de 2 megapixels), grava vídeos, tem Bluetooth e aceita cartões de memória de até 2 gigas. E fala…

Ah: sua tela, de 2,2 polegadas (só?) é do tipo sensível ao toque – ou seja, serve tanto para ver a TV como para “discar” o número de telefone.

Leia mais sobre celulares com TV

>> Samsung apresenta o V820L

>> Foston sintoniza TV analógica

O CelTV é vendido para uso com a rede da operadora Vivo. Em São Paulo, pode ser encontrado nas lojas da Vivo e do hipermercado Extra. O preço de 899 reais é válido para os planos Vivo Pré.