OI MEGARAMPA MOSTRA A FORÇA DO SKATE BRASILEIRO

logo_megarampa274078_97307_megarampa_2008_web_

O Brasil é o segundo mercado mundial do esporte, atrás dos EUA, e movimenta R$ 300 milhões/ano

São Paulo (SP) – A realização da segunda edição da Oi Megarampa, que acontece nos dias 26 e 27 de setembro, no Sambódromo do Anhembi, comprova que o Brasil é uma grande potência do skate mundial. Não só pelo número de praticantes existentes, pela grande quantidade de pistas espalhadas por todos estados da federação e pelos títulos mundiais conquistados nas diversas modalidades desse esporte. Mas, principalmente, pelo que movimenta na economia brasileira. Pesquisas de institutos conceituados mostram que o País é o segundo mercado mundial, atrás apenas dos Estados Unidos, berço do esporte.

Segundo Edson Scander, vice-presidente da Confederação Brasileira de Skate (CBSk), a indústria do skate, que reúne fabricantes de equipamentos, acessórios, roupas e calçados, é responsável por movimentar em torno de R$ 300 milhões por ano. “No último levantamento que nossa entidade realizou, em 2005, eram R$ 250 milhões de faturamento e, não podemos deixar de ressaltar, que o universo do skate cresceu progressivamente nos últimos quatro anos”, justifica.

O dirigente diz que essa ebulição econômica do skate não é movimentada apenas pelos praticantes do esporte, mas principalmente por consumidores que se identificam com o estilo de vida da atividade. “O skate é formador de opinião e acaba influenciando um grande número de pessoas, a maioria delas crianças e jovens, que vêm no esporte uma forma de se inserir socialmente, seja através da roupa, do tênis que vestem, seja pela música que ouvem”, analisa Edson Scander.

O vice-presidente da CBSk se baseia em levantamento realizado por um importante instituto de pesquisas em 2006 para afirmar que, hoje, existem pelo menos 3,5 milhões de praticantes no Brasil. “Há três anos, de acordo com o Data Folha, em 3,2 milhões de domicílios do País havia pelo menos um skatista”, afirma Edson Scander. Ele também lembra que a mesma pesquisa apontou que haviam 1.100 pistas espalhadas pelos 26 estados e o Distrito Federal. “Esse número, hoje, com certeza, chega a 1.250”, garante.
74078_97312_636_72084_jake_3796_web_
César Gyrão, editor da revista Tribo, especializada em skate e que acaba de comemorar 18 anos de atividade, o crescimento do número de skatistas no Brasil cresceu de maneira vertiginosa nos últimos dez anos. Segundo ele, este aumento de praticantes fez com que o mercado específico do esporte se consolidasse. “Agora, não estamos mais à mercê de modismos e da sazonalidade. Temos uma indústria sólida e em plena expansão”, afirmou o experiente jornalista.

Os resultados obtidos por skatistas brasileiros mundo afora nos últimos anos ajudou muito a consolidação do skate como produto, para o surgimento de novos valores e para a valorização dos competidores de ponta do País. De acordo com Marcelo Viegas, editor da revista 100% Skate, publicada há 14 anos, o atleta profissional brasileiro não precisa mais sair do País, como acontecia até recentemente, para conseguir viver do esporte. “Hoje, temos uma indústria capaz manter nossos skatistas por aqui”, ponderou.

O Brasil conta com campeões mundiais nas principais modalidades do skate. Entre eles, estão Bob Burnquist, Sandro “Mineirinho” Dias e a representante feminina Karen Jones, donos de títulos de melhor do mundo na modalidade na Vertical; Carlos “Piolho” Andrade, Rodil “Ferrugem” Araújo e Rodolfo Ramos, que levantaram a taça na Street; Douglas da Lua e Sérgio Yuppie, respectivamente, número 1 do planeta na Down Hill Speed e na Down Hill Slide.

Investimento de R$ 5 milhões – A segunda edição da Oi MEGARAMPA, organizado pelas empresas Brasil1 Esporte, a MaxSports e a Zoobamboo do Brasil, tem um aporte financeiro de R$ 5 milhões para sua realização. Segundo Marcia Casz, diretora da MaxSports, o sucesso alcançado com a edição de 2008 da Oi MEGARAMPA justifica plenamente o investimento. “Tivemos um retorno de mídia espontânea no ano passado de aproximadamente R$ 30 milhões e as arquibancadas ficaram todas nos dois dias de eventol”, lembra.

Sérgio Mello, diretor da Brasil1 Esporte, ressalta que a Rede Globo e o canal SporTV transmitiram as disputas ao vivo e veicularam diversas reportagens em seus telejornais. “Só nestes dois canais, foram mais de 11 horas de divulgação para o skate e para os parceiros na realização do evento”, disse o executivo.

Na edição de 2009, patrocinada novamente pela empresa de telefonia Oi, o co-patrocínio é da Haiiwan Dreams, TNT Energy Drink e Nescau. A parceria é da Prefeitura de São Paulo e da Secretaria Municipal de Esportes.

Atletas em São Paulo – Os cinco skatistas e dois bikers estrangeiros que competirão na Oi MEGARAMPA 2009 chegam a São Paulo nesta terça-feira. O canadense Pierre Luc-Gagnon, o australiano Jake Brown e os norte-americanos Adam Taylor, Elliot Sloan, Rob Lorifice e os praticantes de BMX Anthony Napolitan e Kevin Robinson ficarão hospedado em um hotel localizado na Zona Norte da capital paulista e já devem treinar na tarde de quarta-feira na pista montada no Sambódromo do Anhembi.

O número de brasileiros confirmados no evento, sete inicialmente, agora é de dez skatistas. Além de Pedro Barros, Lincoln Ueda, Vítor Simões, Rodrigo “Digo” Meneses, Christiano Matheus e Edgar “Vovô” Pereira e Bob Burnquist, os organizadores do evento abriram vagas para Marcelo Kosake, Martin André e Marcelo Bastos.

Fotos: Luiz Doro

Roberto Pierantoni-ZDL

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: