Archive for novembro \27\UTC 2008

Fotos de Bruno Senna na Honda

novembro 27, 2008

Confira fotos de Bruno Senna em seu teste pela equipe Honda de Fórmula 1.

61702_71566_capacete_191108

Anúncios

Fotos de Valentino Rossi na Ferrari

novembro 27, 2008

Confira fotos do Multi-campeão de motociclismo Valentino Rossi, em seu teste na equipe Ferrari de Fórmula1.62269_080048mug_780x520

 

PIT BABES DO DIA

novembro 27, 2008

3e209ffa

Pit Babe em frente ao carro da Austrália no campeonato A1 TEAM.

Acorde para o Meio Ambiente leva Jorge Ben Jor a Indaiatuba (SP)

novembro 27, 2008

toyota20-20selo205020anos

Evento realizado pela Toyota, que visa despertar a consciência ambiental, oferece música à população e comemora os 50 anos da montadora no Brasil e os 10 anos da inauguração da fábrica de Indaiatuba

Como parte das comemorações dos 50 Anos de Brasil e dos 10 anos da inauguração da fábrica de Indaiatuba (SP), a Toyota realiza no próximo dia 29 de novembro, a partir das 17h, o Acorde para o Meio Ambiente, em Indaiatuba. O evento, que tem entrada gratuita e acontece no Parque Ecológico (avenida Engenheiro Fábio Barnabé, sem número), terá como atração principal o cantor Jorge Ben Jor. Também se apresenta a Orquestra Sinfônica de MPB e a banda Maddame Butterfly, além de Kika e Sara – Vozes da MPB.

Além das atrações musicais, o Acorde para o Meio Ambiente contará com uma área sobre educação ambiental denominada Espaço Verde Criança, onde haverá oficinas ambientais nas quais os participantes poderão aprender mais sobre preservação da fauna e flora e concorrer a diversos prêmios.

Realizado pela Pró Cultura Marketing Ambiental, o Acorde para o Meio Ambiente é uma forma de conscientizar a população para a preservação do ecossistema de forma leve e acessível. O evento também visa aproximar as pessoas de parques e áreas livres em áreas urbanas, oferecendo música e atividades de integração com a natureza.

“Como parte das comemorações dos 50 Anos de Brasil, a Toyota oferece à cidade este evento, que pretende não só entreter ao público com boa música, mas também promover a educação ambiental”, afirma Percival Maiante, diretor de Recursos Humanos e Planejamento Corporativo da Toyota.

Toyota em Indaiatuba

A cidade de Indaiatuba recebeu, em setembro de 1998, a primeira fábrica da Toyota para a produção de veículos de passeio. Hoje, a unidade industrial onde é feito o Novo Corolla tem capacidade de produção de 310 unidades por dia e emprega aproximadamente 2.000 colaboradores.

 

SERVIÇO:

Acorde para o Meio Ambiente – Indaiatuba

Dia 29/11/2008

Avenida Engenheiro Fábio Barnabé, sem número (Parque Ecológico)

A partir das 17h

Show: Jorge Ben Jor

Entrada gratuita

 

Toyota do Brasil Ltda – RP/Comunicação

George Costa e Silva

Leilão : Yuki de Romero Britto enaltece Leilão beneficente

novembro 26, 2008

yuki-romero
(Romero Britto, inspirado na união e respeito existente entre Brasil e Japão, pinta boneco monumental e abrilhanta leilão beneficente em São Paulo)

No dia 27 de novembro, será realizado às 19h, na Galeria Romero Britto, o Leilão beneficente com bonecos Yuki da exposição Toy Art. Os bonecos monumentais, que ficaram expostos na cidade de São Paulo, em comemoração ao Centenário da Imigração Japonesa, foram customizados por 25 dos grandes artistas e celebridades do nosso País.

Portanto, o consagrado e respeitado artista plástico, Romero Britto, não poderia deixar de abraçar uma causa tão nobre. Até porque, ao longo desses anos, Romero dedica seu talento, sua arte e sua energia a muitas causas filantrópicas. Usa sua capacidade e influência, oferecendo oportunidades de arrecadação de fundos importantes e respeitáveis organizações em vários países, principalmente, aqui no Brasil. Lembrando ainda que, cada artista confeccionou o seu boneco como quis e, o experiente pernambucano, há mais de 30 anos atuando no meio, inspirou-se na união e respeito entre o Brasil e o Japão ao tempo em que se sentiu muito feliz em comemorar a amizade e integração existente.

Toda verba arrecadada será em prol a ações junto ao ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), através da Casa Hope, Fundação Abrinq e Fundação Xuxa Meneghel. Os “Yukis”, como são chamados, bonecos de 1,8 metro de altura, foram criados pelo designer de brinquedos e idealizador do evento, Wilson Iguti, a partir de influências do toy art.

Serviço:
Tema: Leilão dos bonecos Yuki
Local: Galeria Romero Britto;
End.: R. Oscar Freire, 562 – Jardins – São Paulo/SP.
Data: 27 de novembro
Horário: 19h
Tel.: 11 3062 7350
Entrada: Somente para convidados
http://www.romerobritto.com.br

PARTICIPANTES DO JAPÃO BRASIL PARADE

1 – Mauricio de Sousa (quadrinista);

2 – Xuxa e fundação (apresentadora e meninos da fundação xuxa meneghel);

3 – João Armentano (arquiteto);

4 – Yugo Mabe  (artista plástico);

5 – Edgar Dente (arquiteto);

6 – Spacca (chargista);

7 – Carvall (chargista);

8 – Binho (grafiteiro);

9 – Nina (grafiteira);

10 – Ana Maria Braga (apresentadora de tv);

11 – Gustavo Rosa (artista plástico);

12 – Sabrina Sato (apresentadora de tv);

13 – Yudi Tamashiro (apresentador de tv infantil);

14 – Romero Britto (artista plástico);

15 – Iguti (artista plástico);

16 – Jal (cartunista);

17 – Petra (artista plástica);

18 – Nunca (grafiteiro);

19 – Maria Candida (apresentadora de tv);

20 – Titi Freak (grafiteiro nikkey);

21 – Renata Maranhão (apresentadora de telejornal);

22 – Alex Cici (empresário);

23 – Speto (customizado no programa do Gugu).

Sobre Romero Britto:

Nascido no Recife, Pernambuco, em 06 de outubro de 1963, no Brasil, aos oito anos começou a mostrar interesse e talento pelas artes. Com muita imaginação e criatividade, pintava em sucatas, papelão e jornal. Sua família o ajudava a desenvolver seu talento natural, dando-lhe livros de arte para estudar. “Eu ficava sentado e copiava Tolouse e outros mestres dos livros, por dias e dias.”

Aos 14 anos fez sua primeira exibição pública e vendeu seu primeiro quadro à Organização dos Estados Americanos. Embora encorajado por este sucesso precoce, as circunstâncias modestas de sua vida o motivaram a estabelecer metas e a criar seu próprio futuro. “Na condição de criança pobre no Brasil, tive contato com o lado mais sombrio da humanidade. Como resultado, passei a pintar para trazer luz e cor para minha vida.”

Freqüentou escolas públicas, recebeu bolsa de estudos para uma escola preparatória e aos 17 anos entrou para a Universidade Católica de Pernambuco, no curso de Direito. Viajou para a Europa para visitar lugares novos e ver a arte que só conhecia nos livros. Durante um ano pintou e exibiu seus trabalhos em vários países como Espanha, Inglaterra, Alemanha e outros. Quando retornou ao Brasil, seu desejo de ter contato com o mundo ficou ainda mais forte, queria continuar a viajar e mostrar sua arte. Com isso, desistiu do curso de Direito e decidiu ir visitar um amigo de infância, Leonardo Conte, que estava estudando inglês em Miami, nos Estados Unidos. Lá se deu conta que tinha muita empatia com o ritmo acelerado do “american way of life”. A diversa paisagem cultural e a beleza tropical o fizeram lembrar do Brasil. Fez de Miami, então, sua residência permanente.

Trabalhou como atendente em lanchonete e lava-rápido, como ajudante de jardineiro e caixa de loja. Durante esse percurso, ele fez muitas amizades e através desses amigos conheceu Cheryl Ann com quem se casou e teve um filho, Brendan Britto.

Durante o processo de busca de uma galeria onde pudesse expor sua arte, Romero começou a mostrar seu trabalho nas calçadas de Coconut Grove, na Flórida. Depois chegou até a Steiner Gallery, em Bal Harbour, também na Flórida. Nesse período, Romero iniciou uma parceria com uma loja que vendia móveis artísticos em Coral Gables,Coconut Grove e Bayside Marketplace, em Miami. Estas lojas começaram a vender suas obras. Sr. Mato, o dono das lojas, ficou tão entusiasmado com as vendas das obras do jovem Romero que decidiu assinar um contrato de aluguel de curto prazo, no então famoso Mayfair Shops, em Coconut Grove. O local a ser alugado era anteriormente um salão de beleza e o Sr. Mato decidiu não renovar o contrato, de tal modo que as obras de Romero Britto foram sendo mostradas entre os equipamentos do salão. Assim se formou o estúdio de Romero. O Sr. Mato deu ao artista a oportunidade de manter a loja até o termino do período de locação. Após o encerramento desse período de 4 meses, Romero assumiu a locação e manteve seu estúdio em Mayfair Shops por 6 anos.

Foi no estúdio de Mayfair que Michael Roux, então Diretor Presidente da Absolut Vodka, convidou Romero para criar uma pintura para ser usada em uma nova campanha publicitária da vodka. Trabalharam nesta campanha artistas pop muito conhecidos e conceituados como Andy Warhol, Keith Haring, Kenny Scharf e Ed Ruscha.

Romero Britto foi o quinto artista a ser contratado pela Absolut Vodka. Os anúncios publicitários apareceram nas mais importantes revistas da América. Foram 62 publicações nos Estados Unidos. Essas publicações foram distribuídas ao redor do mundo muito rápido e foram vistas por milhares de pessoas.

Seguindo a trajetória da Absolut, empresas de renome como a Grand Manier, Pepsi Cola, Disney, IBM, Volvo, BMW, e outras interessadas em cultura popular passaram a incorporar as pinturas de Romero Britto em seus projetos especiais.

Ao longo desses anos, Romero tem dedicado seu talento, sua arte e sua energia a muitas causas filantrópicas. Usando sua capacidade e influência, oferece oportunidades de arrecadação de fundos para importantes e respeitáveis organizações em vários países.

Sobre a Galeria Romero Britto:

Dez anos após inaugurar sua Galeria e Estúdio em Miami, e fazer fama nos Estados Unidos e no mundo, Romero Britto, o mais pop dos artistas plásticos brasileiros, em 2001, inaugura uma filial no Brasil, a Galeria Romero Brito.

Localizada na Rua Oscar Freire, 562 – Jardins, a Galeria tem uma área de 176m² no salão principal e um salão secundário medindo 60m², com o design do arquiteto João Armentano, é simples, basicamente toda em branco, para não brigar com a mistura de cores fortes e alegres do artista, definida por críticos de arte como “neocubismo pop”.

Além dos originais, serigrafias, giclees e esculturas, a Galeria tem objetos de arte colecionáveis a venda com preços mais acessíveis como pôsteres, cadernos, cartões, louças, perfumes, latas, relógios e livros.

A equipe dos profissionais da Galeria Romero Brito passa por um treinamento, onde aprendem tudo sobre a história e as obras de Romero Britto.

Em uma das paredes do espaço há um painel com fotos de Romero acompanhado de várias personalidades como Bill Clinton, Elton John, Witney Houston e Carlos Santana. O nosso Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex- Presidente Fernando Henrique Cardoso, Madonna, Michael Jackson e a Rainha Silvia, da Suécia, além de Marco Maciel, Jarbas Vasconcelos, Parreira, Ronaldo Fenômeno, Luciano Szafir, Ivo Pitanguy, Ana Maria Braga, Marília Pêra, Glória Maria, Adriane Galisteu, a família Safra, a família do saudoso Roberto Marinho, todos colecionadores, entre outros.

Próximo a algumas obras, uma montagem com seis selos sobre educação, criados para a Organização das Nações Unidas (ONU), ficam em redomas de vidro sobre aparadores com matérias de jornais e revistas repercutindo o assunto.

Assunto este, que sempre foi muito importante na vida do artista. Tanto que o inspirou a abrir a Galeria Romero Brito duas vezes por semana para visitação de ONG’s, escolas do governo e particulares, proporcionando as crianças carentes e aos alunos do ensino médio, jovens de 4 a 15 anos, uma aproximação tanto com a cultura quanto com a história de vida de sucesso do artista plástico.

A idéia de abrir uma galeria no Brasil nasceu em 1998, quando Romero fez duas grandes exposições em São Paulo e no Rio de Janeiro – “O Pop de Romero Britto” e “Flying Fish & Brito Central”, respectivamente. Hoje, a Galeria Romero Brito democratizou a arte do artista pop internacionalmente aclamado, Britto, mostra ao público a história completa de sua vida e trabalho, além de ter se tornado um pólo de eventos, pois permite que novos talentos exponham suas obras freqüentemente em seu espaço, abrindo espaço para empresas que desejam realizar comemorações.

Kennya Amorim
Live Comunicação

Studio de Art Robson Britto é a nova sensação da Capital

novembro 26, 2008

Studio de Art Robson Britto inaugura em grande estilo, para um público restrito de admiradores de obras de quatro dos maiores artistas do País.
123
Os paulistanos aficionados por encontrar em um só lugar, obras do mais alto nível e diversidade, público seleto e sofisticação, poderão contemplar esse mix de descontração com o lançamento do Studio de Art Robson Britto, em Pinheiros.

O novo espaço, que será inaugurado com um cocktail, no dia 26 de novembro às 20h, pelo empreendedor Robson Britto, abre as portas do ambiente com exposições definitivas dos quatro maiores artistas do Brasil, são eles: Romero Britto, David Dalmau, Sonia Mena Barreto e Cláudio Tozzi.

Uma nova tendência para desfrutar de conceitos que só no Studio de Art Robson Britto tem.

SERVIÇO:

Inauguração do Studio de Art Robson Britto
Local: Studio de Art Robson Britto
End.: R. dos Pinheiros, nº 245 – salas 1 e 2 – Pinheiros – São Paulo/SP.
Data: 26 de novembro
Horário: a partir das 20h
Tel.: 11 3062-1635 / 3061-1057

http://www.studiorobsonbritto.com.br

Release Studio de Art Robson Britto:

Inspirado no mercado crescente deste segmento, Robson Britto inaugura o Studio de Art de forma discreta, exatamente no dia 26 de novembro de 2008, com quatro dos maiores artistas do País.

Com o objetivo de atingir um público diferenciado e mais reservado, quem passar pelo Studio de Art Robson Britto encontrará produtos do mais alto nível e diversidade, possibilitando a comercialização dos mesmos.

Portanto, o Studio de Art Robson Britto pode ser considerado, além de um encontro de artistas, um local descontraído e agradável que reunirá pessoas que desejam ter o privilégio de se divertir e ver de perto o que são verdadeiras obras de arte produzidas por artistas renomados como, Romero Britto, David Dalmau, Sonia Mena Barreto e Cláudio Tozzi.

Localizado na Rua dos Pinheiros, 245 – Pinheiros, o Studio de Art Robson Britto pretende se tornar um pólo de eventos, pois permitirá que novos talentos exponham suas obras freqüentemente em seu espaço, além de também, abrir espaço para a sociedade e empresas que desejam realizar comemorações.

Kennya Amorim
Live Comunicação

ARAQUÉM ALCÂNTARA LANÇA TRÊS GRANDES LIVROS DE FOTOGRAFIAS EM DEZEMBRO

novembro 26, 2008

Cabeça do Cachorro tem texto de Drauzio Varella e mostra a região mais desconhecida da Amazônia

Bichos do Brasil festeja a diversidade da fauna do país e alerta para as ameaças de extinção

Mata Atlântica celebra um dos cinco maiores ecossistemas do planeta e aponta o perigo da devastação

Trio de publicações do precursor da fotografia de natureza no país e recordista de vendagem no gênero

Um dos maiores fotógrafos brasileiros e uma referência mundial na fotografia de natureza, Araquém Alcântara lança em dezembro, pela Editora TerraBrasil, três livros que abordam com olhar diferenciado as questões da fauna, flora e meio ambiente do país.

Cabeça do Cachorro é uma viagem por uma das regiões mais inóspitas da Terra, e a menos conhecida da Amazônia, o desabitado noroeste do estado do Amazonas, na fronteira com a Colômbia e Venezuela.

Bichos do Brasil, com prefácio do grande zoólogo (e compositor) Paulo Vanzolini, faz uma celebração da riquíssima e colorida fauna brasileira, ao mesmo tempo que alerta para a extinção de espécies – devidamente retratadas – e a urgência de reverter esse processo.

Mata Atlântica chama a atenção para a riqueza da floresta nativa da costa brasileira e para a importância da preservação, com de apresentação de Paulo Nogueira-Neto, presidente da Fundação Florestal e um dos pioneiros na causa ambiental, com trabalho de reconhecimento internacional.

Araquém Alcântara, catarinense de Florianópolis, criado em Santos, 57 anos, desde 1985 dedica-se integralmente à documentação e à proteção da natureza brasileira. Autor do livro de fotografias sobre natureza mais vendido do país, Terra Brasil (Ed. DBA Melhoramentos), lançado em 1997, e constantemente reeditado, que alcançou a impressionante marca para o gênero de 80 mil cópias vendidas.clip_image001

Cabeça do Cachorro

O livro Cabeça do Cachorro, escrito pelo médico Drauzio Varella, com a participação do cientista social Jefferson Peixoto, e ilustrado com 100 fotos de Araquém Alcântara, será lançado em 16 de dezembro, no Museu da Casa Brasileira em São Paulo. Trata-se de uma investigação sobre os mistérios e belezas de uma das regiões mais inóspitas do mundo, o desabitado noroeste do estado do Amazonas, na fronteira com a Colômbia e Venezuela.

É como diz Drauzio Varella nas primeiras frases do livro: “Pegue o mapa do Brasil. Olhe para cima e para a esquerda, no extremo noroeste do estado do Amazonas. O contorno da fronteira com Venezuela e Colômbia não desenha a cabeça de um cachorro? É a essa região que dedicamos este livro: o Alto Rio Negro, terra das florestas mais preservadas da Amazônia. Sobrevoá-las é viver o êxtase. Até onde a vista alcança, são 360 graus de mata virgem; parece o mar.”

Em algumas viagens pela região, juntos ou separados, Drauzio e Araquém, experientes em aventuras pela selva, se surpreenderam com os milhares de espécies de animais e plantas nativas, os sons e as cores sob a mata fechada. “Viajamos por extensas áreas de igarapés, como também muita terra firme banhada pelas águas pretas do Rio Negro. Encontramos grupos indígenas que há anos não viam gente branca”, relata Araquém. A emoção, o impacto e o perigo de cada instante estão no livro cujo título vem de uma idéia prosaica: Cabeça do Cachorro é o apelido dado pelo povo da região ao traçado fronteiriço entre Brasil e Colômbia, que lembra um cão como se estivesse com a boca aberta e olhando em direção ao Pacífico.

Embora represente um pequeno trecho no mapa do Amazonas, a área explorada por eles é enorme. São 200 mil km² de floresta com densidade populacional de 0,25 habitante/km². Segundo o arqueólogo Eduardo Neves, da Universidade de São Paulo, 23 etnias vivem no local há mais de 3 mil anos. Isolados, indígenas preservam costumes ancestrais, como idiomas falados há mais de 500 anos e a produção de objetos artesanais.

Cabeça de Cachorro tem prefácio de Márcio Meira (presidente da FUNAI), projeto gráfico de Victor Burton e Ângelo Allevato Bottino, arte final de Fernando Moser, produção de Regina Belfort. Edição bilíngüe português-inglês, 240 páginas no formato 30 cm x 32 cm. Capa dura. Tiragem de quatro mil exemplares. Preço: R$ 145,00.

O livro é beneficiado pela Lei Rouanet e conta com patrocínio da Qualicorp. A viagem de Drauzio e Araquém pela Amazônia contou também com o apoio da Força Aérea Brasileira e do Exército Brasileiro.

Cabeça do Cachorro será lançado em noite de autógrafos em 16 de dezembro, terça-feira, a partir das 19h, no Museu da Casa Brasileira (Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705 – Tel: 11.3032-3727).

Drauzio Varella

É médico cancerologista e escritor. Notabilizou-se como um dos pioneiros no tratamento da aids e na difusão jornalística da moléstia, já nos anos 80, nas rádios Jovem Pan AM e 89 FM, ambas de São Paulo. Entre 1989 e 2002, atendeu aos presos da Casa de Detenção de São Paulo e pesquisou a alta incidência de aids no presídio. A experiência resultou no livro Estação Carandiru, que deu origem ao filme Carandiru. É também colaborador do programa de TV Fantástico e colunista da Folha de S.Paulo.

No Rio Negro, Drauzio dirige projeto de prospecção de plantas e extratos para testes em células tumorais e bactérias resistentes a antibióticos. Entre outros trabalhos, coordenou ainda a publicação do livro Florestas do Rio Negro, com artigos de especialistas sobre a riqueza da biodiversidade botânica da Amazônia.

clip_image002

Bichos do Brasil

Chega às lojas em 17 de dezembro, o livro Bichos do Brasil, com fotos de Araquém Alcântara, o mais conhecido e conceituado fotógrafo de natureza do país. Em 150 fotos ampliadas em 300 páginas, Araquém faz uma celebração da riquíssima e colorida fauna brasileira, ao mesmo tempo que alerta para a extinção de espécies – devidamente retratadas – e a urgência de reverter esse processo.

O prefácio é de Paulo Vanzolini, o zoólogo e compositor paulista (Ronda, Volta por Cima são duas de suas canções mais conhecidas), um dos idealizadores da Fundação de amparo à pesquisa do Estado de São Paulo (FABESP). Em agosto de 2008, o cientista foi premiado pela Fundação Guggenheim, em Nova Iorque, em virtude de suas contribuições para o progresso da ciência.

“O planeta vive uma grande onda de extinções, problema que afeta especialmente o Brasil. Se por um lado nos orgulhamos de abrigar cerca de 22% dos animais já catalogados, por outro permitimos que as queimadas, o agronegócio e o comércio ilegal de animais ponha a perder esse patrimônio”, protesta Araquém, com energia.

O fotógrafo fala com autoridade. Em quase 40 anos de carreira, já perdeu a conta de quantas viagens empreendeu pelos diferentes biomas do Brasil. A experiência lhe permitiu publicar mais de 30 livros de fotos, nos quais seduz o público para a exuberância da natureza brasileira enquanto também evidencia a necessidade de pesquisar e proteger mais e destruir menos.

“O Brasil tem cerca de 200 mil espécies animais registradas. Estima-se que esse número represente só um décimo do total existente. Além disso, apenas 1% das espécies conhecidas é estudado com profundidade, pois o país carece de taxonomistas. Publicações como esta mostram seres que muitas vezes nem os brasileiros conhecem. Mais do que isso, ajudam a colocar a fauna na pauta do dia”, propõe o fotógrafo.

Bichos do Brasil tem textos de Antonio Paulo Pavone e Marcelo Delduque, projeto gráfico de Victor Burton e Ângelo Allevato Bottino, arte final de Fernando Moser e 150 fotos em cores de Araquém Alcântara. Edição bilíngüe português-inglês, formato 24 cm x 30 cm. Capa dura. Tiragem de três mil exemplares. Preço: R$ 130,00.

O livro é editado com o patrocínio do Grupo ThyssenKrupp, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura – Lei Rouanet

Bichos do Brasil será lançado juntamente com outro livro de fotos de Araquém Alcântara, Mata Atlântica, em 17 de dezembro, quarta-feira, a partir das 19h, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073 – Tel: 11.3170-4033).clip_image003

Mata Atlântica

Como forma de chamar a atenção para a riqueza da floresta nativa da costa brasileira e para a importância da preservação, a editora TerraBrasil lança em 17 de dezembro de 2008 o livro Mata Atlântica, com fotos de Araquém Alcântara, o mais importante fotógrafo de natureza do Brasil, e texto de apresentação de Paulo Nogueira-Neto, presidente da Fundação Florestal e um dos pioneiros na causa ambiental, com trabalho de reconhecimento internacional.

Em 140 fotos, Araquém registra todos os aspectos e regiões da mata, do sul ao nordeste do Brasil. Com um trabalho apaixonado, propõe uma experiência sensorial ampla. “A Mata Atlântica é uma sinfonia de sons e silêncios. São milhares de espécies de animais, flores, plantas e árvores. Tem avencas e samambaias pelo chão, orquídeas por toda parte, as bromélias estão em cada árvore, os liquens parecem cobertores para os troncos. A Mata Atlântica é a coisa mais bela que já vi”, se delicia Araquém Alcântara.

Com a juventude passada em Santos (SP), o fotógrafo possui ligação afetiva com a floresta: “Há mais de dez anos eu queria fazer um livro específico sobre a Mata Atlântica. E agora o dedico a Tom Jobim, um apaixonado pela natureza e que a definiu como ‘floresta encantada’”, afirma Araquém sobre este seu 37º livro.

Nascido em Florianópolis (SC), Araquém se mudou na adolescência para Santos. Na costa paulista seu pai lhe apresentou a Mata Atlântica. O jovem ficou encantado: “Foi pelas mãos de meu pai que percebi, ainda garoto, a beleza extraordinária da mata, o quanto ela possui de unidade e mistério”, diz.

Para ele, documentar a floresta tropical é de uma dificuldade estimulante. “A mata fechada é escura. Ela entrecorta o sol e a sombra. Por um lado, fascina. Por outro, aflige. A mata não é convidativa para um fotógrafo, é preciso enfrentar toda a sorte de desconforto e exercitar a todo instante a paciência e a contemplação.

Araquém conta mais: Perco a maioria das fotos na mata, mas aquelas que dão certo compensam toda a busca. Viver a mata é uma experimentação mística, o encontro com a beleza e o eterno” .”

Mata Atlântica tem prefácio de Fábio Feldman, textos de Felipe Milanez, Marcelo Delduque e Heloisa Bio Ribeiro, projeto gráfico de Victor Burton, Ângelo Allevato Bottino e Fernando Moser, produção de Regina Belfort. Edição bilíngüe português-inglês, 260 páginas no formato 28 cm x 32 cm. Capa dura. Tiragem de três mil exemplares. Preço: R$ 130,00.

Mata Atlântica será lançado juntamente com outros livros de fotos de Araquém Alcântara, Cabeça do Cachorro, em co-autoria com Drauzio Varella, e Bichos do Brasil, no dia 17 de dezembro, quarta-feira, a partir das 19h, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional (Av. Paulista, 2073 – Tel: 11.3170-4033).

Araquém Alcântara, perfil

Aos 57 anos, Araquém Alcântara é considerado o mais importante fotógrafo de natureza do Brasil e um dos melhores do mundo. Apaixonado pela natureza, já publicou 36 livros em quase 40 anos de carreira. O título Terra Brasil (DBA, 1998; Melhoramentos, 2001) já vendeu mais de 80 mil cópias e é o livro de fotografia mais vendido no país.

Para Araquém, sua missão é seduzir o público para a beleza das riquezas naturais do país, como também alertar a todos sobre a urgência de proteger o patrimônio ambiental.

Suas publicações compõem um riquíssimo inventário da história natural do país, com o testemunho de uma infinidade de espécies de pássaros, répteis, mamíferos, flores, árvores e outros seres, além das histórias das pessoas que habitam esses locais.

Araquém foi o primeiro fotógrafo a documentar todos os parques nacionais do país, como também o primeiro brasileiro a produzir uma edição especial para a National Geographic, intitulada Bichos do Brasil.

Com o seu trabalho pioneiro já obteve mais de 40 prêmios nacionais, sendo quatro internacionais. Em 2007, recebeu o Prêmio Dorothy Stang de Humanidade. No mesmo ano, conquistou o Prêmio Fernando Pini, concedido pelas indústrias gráficas para Mar de Dentro, considerado o Melhor Livro de Arte do Ano. Em 2006, recebeu o segundo lugar do Prêmio Jabuti, o mais importante do meio literário, na categoria Fotografia, com o livro Amazônia.

Em dezembro de 1997, ele realizou a sua mais importante exposição individual no exterior, Terra Brasil, na Canning House Gallery, em Londres, com 70 imagens dos parques nacionais.

O fotógrafo tem também trabalhos adquiridos pelos acervos do Museu do Café (Kobe, Japão), do Centro Georges Pompidou (Paris, França), do Museu Britânico (Londres, Reino Unido), do Museu de Arte de São Paulo (Masp) e do Museu de Arte Moderna (MAM, São Paulo), entre outras casas.

Mais informações estão disponíveis no site oficial do fotógrafo: http://www.araquem.com.br

Manoel Carlos Jr.
Luciana Lamanna
Daniela Oliveira
Luiza Goulart

Celular: operadoras recheiam o Natal com promoções para todos os gostos

novembro 26, 2008

Há desde a possibilidade de migrar de plano sem multa até dividir a conta e a oferta de bônus em minutos

SÃO PAULO – Neste ano, Papai Noel provavelmente vai receber as “cartinhas” de pedido de presentes por SMS e promete se comunicar com todo mundo por celular.
Isso porque a crise financeira mundial, que vem afetando o bolso dos investidores e empresários, não chegou até o setor da telefonia móvel. E as operadoras prometem comemorações natalinas recheadas de promoções para todos os gostos.
Então, confira o que as cinco concorrentes de São Paulo estão oferecendo para os usuários, sejam os novos ou os antigos, sejam os pré-pagos ou pós-pagos.
Mas, atenção: é importante entrar no site da empresa e conferir exatamente o que diz o regulamento das promoções para se certificar de todas as especificações e, assim, não ser confundido.

Experimentar e escolher
Após um mês da agressiva promoção que iniciou as atividades da Oi no estado de São Paulo, a empresa lança sua oferta de Natal destinada aos clientes do pacote Oi Conta Total (que inclui telefone fixo, móvel, internet e DDD).
A operadora permitirá que os clientes migrem entre as cinco opções de plano (Oi Conta Total 1 a 4 e o Oi Conta Total Light), a qualquer momento, sem cobrança de multa.
Já os novos clientes ganharão créditos de até R$ 1.100, divididos em dez parcelas, e desconto de 30% sobre o valor da assinatura (válido para todos os pacotes e em todos os 16 estados onde a companhia atua), por até 6 meses.
Para participar, é necessário adquirir o serviço até o dia 31 de janeiro de 2009.

Usar e ganhar
A TIM, por sua vez, está oferecendo para os planos pós-pagos, tanto os atuais quanto os novos, desconto de até R$ 2.009 para a compra de qualquer aparelho celular do seu portfólio.
Já para os planos Conta Fixa, Meia Tarifa, Light 40, TIM Brasil e TIM Família Pós, os consumidores poderão receber até 2 mil minutos de bônus durante três meses para ligações locais para qualquer TIM fixo ou móvel.
Os usuários TIM 25, Meu Jeito, Plano 1 e TIM Família, por sua vez, ganharão bônus da seguinte forma: a quantidade que gastarem no mês será multiplicada por 10. O bônus máximo será de R$ 1 mil, dos quais um terço poderá ser gasto com ligações de longa distância e dois terços, com ligações locais (ambos para qualquer número TIM).
Para participar, tanto o cliente pré quanto o pós têm de ligar *222 do próprio aparelho TIM e se cadastrar até 31 de dezembro de 2008. Além disso, para os atuais clientes, há cobrança de uma taxa única de R$ 14,90 para pós e de R$ 5,90 para pré.

Compartilhando os gastos
Agora, se você busca alguém com quem dividir suas contas, saiba que a operadora Claro está proporcionando isso neste Natal. Aqueles que habilitarem nova linha pós-paga nos planos Estilo, Claro Família e Claro 3G terão desconto de 100% no valor da fatura por três meses alternados (o consumo que excede a franquia fica por conta do usuário).
A operadora também oferece, por seis meses, bônus de 50 mensagens de texto para qualquer número Claro e 50 minutos para vídeo chamada 3G ou Web.
Já os novos usuários do plano pré-pago Claro Cartão ganharão, a cada 1 minuto de chamada originada, 10 minutos para falar com outro Claro (a oferta é válida mediante recarga mensal mínima de R$ 11), durante seis meses.
Além disso, o cliente ainda ganhará 20 torpedos em meses alternados, para usar com outro número Claro.

Beneficiando quem já é usuário
A fim de beneficiar quem já é usuário dos serviços da operadora, a Vivo oferece suas promoções para os clientes pós-pagos sem qualquer taxa de adesão. Já na modalidade pré-paga, a empresa oferece gratuidade para os 5 milhões de usuários que se cadastrarem primeiramente e taxa promocional de R$ 4,90 para os demais.
A adesão pode ser feita até 12 de janeiro de 2009. Para se cadastrar, o cliente pode ligar para *9000 do próprio celular Vivo ou acessar o site (www.vivo.com.br/natal).
Em São Paulo, os planos Vivo Econômico, Vivo Escolha e Vivo Completo ganham 10 vezes o valor dos minutos contratados válidos para ligações locais Vivo por seis meses, além de 150 minutos mensais para falar de Vivo para fixo, nos três primeiros meses.
Já os clientes pré-pagos, a cada um minuto usado, ganharão 10 minutos diários (o bônus máximo possível é de R$ 20 por dia). Para aderir à promoção, além do cadastro, o usuário deve fazer recarga mínima que varia de R$ 12 a R$ 17 por mês.

Muito além de promoções
A assessoria de imprensa da Aeiou, por sua vez, informou que a operadora já possui o melhor preço do mercado e a sua estratégia não é criar promoções sazonais.
Ela pretende efetivamente ser a opção de todo o ano e não apenas durante a validade da promoção.

Toyota apóia o recorde de 54 mil árvores plantadas em 17 minutos

novembro 25, 2008

toyota-selo-50-anos1

Com o apoio da Toyota, a comunidade do município de Indaiatuba (SP) acaba de quebrar, no último sábado, dia 22/11, o recorde mundial de plantio de árvores em menos de uma hora, com 54 mil mudas plantadas em 17 minutos e 13 segundos. Esta marca superou o objetivo inicial, que era plantar 50 mil árvores em 45 minutos.

Com esta iniciativa, a Toyota, como responsável pela identificação e alimentação dos voluntários participantes do evento, bem como pelo fornecimento de grande parte das mudas plantadas, reafirma seu compromisso com o meio ambiente. “A grande adesão e comprometimento da população da região não só quebrou um recorde, mas mostrou que é possível construir um futuro sustentável com simples gestos de cidadania”, afirma Yoshihiro Kubota, diretor da Planta de Indaiatuba da Toyota.

Ao todo, 30 hectares da Fazenda Pimenta Indaiatuba foram reflorestados com mudas de árvores de espécies nativas da região pelos 10 mil voluntários, estabelecendo um novo recorde que será oficializado pelo Guinness World Records.

Toyota e o Meio Ambiente

A Toyota tem como um dos seus principais pilares o respeito pelo meio ambiente e, assim, visa contribuir com o desenvolvimento sustentável do planeta. A empresa possui uma área de preservação permanente de aproximadamente 200 mil m2 em Indaiatuba (SP). Com o objetivo de aumentar a captura de gás carbônico emitido pela unidade de produção, a área verde foi ampliada, reflorestando o espaço ocioso disponível no terreno.

O projeto de reflorestamento durou um ano e envolveu uma área de 450 mil m2, com plantio de 47 mil mudas de plantas nativas e 116 tipos de árvores frutíferas, que possibilitam a captura de cerca de 98 toneladas de CO2 por mês na unidade Indaiatuba.

Somente em 2008, a Toyota do Brasil já obteve dois importantes reconhecimentos por seus esforços ambientais: em junho, recebeu o 14º Prêmio Fiesp de Mérito Ambiental, com o projeto “Energia Renovável e de Eficiência e Conservação de Energia em Processos Produtivos e Não-Produtivos”, que mostra como ter sucesso em eficiência e conservação de energia. Ainda em junho, a planta de Indaiatuba da Toyota do Brasil também recebeu o título de honra ao mérito da IWGC (International Global Water Coalition), órgão ligado à Organização das Nações Unidas (ONU), pelo trabalho de sustentabilidade desenvolvido na fábrica.
dsc_6594-copy1
Na foto: Ricardo Bastos, gerente geral de Relações Públicas e Governamentais e Regulamentação Veicular da Toyota; Yoshihiro Kubota, diretor da Planta de Indaiatuba da Toyota; e José Onério, Prefeito de Indaiatuba (segundo, terceiro e quarto, da esq. p/ dir.)

Toyota do Brasil Ltda – RP/Comunicação
George Costa e Silva – Gerente de RP/Comunicação

Volkswagen convoca proprietários de Gol G4, Polo hatch, Golf, Spacefox, Novo Gol e Voyage

novembro 25, 2008

lg_vw

A Volkswagen do Brasil está convocando os proprietários dos veículos Gol G4, Polo hatch, Golf, Spacefox, Novo Gol e Voyage equipados com faróis de neblina de série, ano modelo e números de chassis descritos abaixo, a comparecerem a uma concessionária da marca para verificação e, se necessário, agendar a substituição da lanterna traseira esquerda com luz de neblina do seu veículo.

A empresa constatou a possibilidade de equívocos na montagem da lanterna traseira esquerda dos veículos equipados com farol de neblina de série, nos quais a lente da luz de neblina é branca ao invés de vermelha, condição que pode confundir os motoristas que trafegam atrás do veículo, causando a falsa impressão que está sendo realizada uma manobra em marcha-à-ré.

Esta convocação abrange 120.658 unidades dos modelos em questão. O serviço será gratuito para o cliente. A Volkswagen adota esta medida preventiva para garantir a segurança e a satisfação de seus clientes.

Para melhor informar e atender aos seus clientes, a empresa também está enviando cartas aos proprietários dos veículos envolvidos nesta ação. Além disso, coloca à disposição a Central de Relacionamento com Clientes pelo telefone 0800 – 0195775. O site da empresa na internet – http://www.vw.com.br – também dispõe de informações e esclarecimentos sobre o assunto.

MODELO ANO MODELO    INTERVALO DE CHASSI
Gol G4    2006 a 2009      6P 000001 a 9P 089713
6T 000001 a 9T 124539

Polo Hatch 2007 a 2009   7P 000001 a 9P025614

Golf 2008 a 2009              84 000001 a 94 015426

SpaceFox 2006 a 2009     6A 000001 a 9A 324240

Novo Gol 2009                  9P 000001 a 9P 033973
9T 000001 a 9T 153456

Voyage 2009                     9T 000001 a 9T 153085

Volkswagen do Brasil
Assuntos Corporativos e Relações com a Imprensa
Diretor: André Senador
Gilberto dos Santos
Andréa Santos
Déborah Encarnato da Silva