Scorpions no Casino Estoril

220
Scorpions animaram festa no Casino Estoril
Concerto acústico recordou clássicos da banda alemã

A noite foi de festa dupla no Estoril. O Casino vestiu-se a preceito para mais uma gala de comemoração do seu 50º aniversário e os alemães Scorpions celebraram o seu último concerto em 2008.

O espectáculo não era para todas as carteiras – 130 euros com jantar e cocktail incluídos – e também por isso acabou por ser bem diferente daquele que, há cerca de um ano, arrasou como um furacão o Pavilhão Atlântico.

Desta vez, a tempestade sonora foi bem mais calma e as guitarras eléctricas de Rudolf Schenker e Matthias Jabs deram lugar a versões acústicas da Flying V e Explorer, os modelos que são imagem de marca de cada um.

Longe de ser uma novidade para os Scorpions – o álbum «Acoustica» foi gravado em Portugal -, o formato acústico revela uma banda menos espectacular em palco e suprime alguns solos de guitarra marcantes em músicas como «Rock You Like A Hurricane» ou «Still Loving You». Algo que faria certamente torcer o nariz aos puristas do hard rock dos Scorpions que não marcaram presença no Salão Preto e Prata. 400

Público especial

Quem lá esteve foram caras conhecidas da televisão e das revistas «cor-de-rosa», bem como os habituais convidados das festas do Casino Estoril. Os homens envergavam fato escuro e gravata. As mulheres, vestidos de noite – uns mais brilhantes que outros. A banda alemã subiu ao palco por volta das 23h30 com a certeza de que este seria um público bem diferente daquele a que se habituou durante a digressão.

O quinteto, liderado pelo vocalista Klaus Meine, trouxe consigo vários artistas convidados: três coristas, um guitarrista adicional, um pianista e uma dupla brasileira de percussão vinda de Salvador da Bahia.

Rock acústico, baladas e… um toque tropical

E foi precisamente com ritmos tropicais que os Scorpions vestiram temas como «Is There Anybody Out There?» ou «Holiday». O rock típico do final dos anos ’80 de «Rhythm Of Love» foi transformado em balada, enquanto que canções como «The Zoo» ou «Catch Your Train» mantiveram a sua essência rock ‘n’ roll.

O público gostou do que ouviu e reconheceu com entusiasmo alguns dos clássicos que chegaram aos tops há 20 ou 30 anos. Da plateia vieram refrões cantados com vontade, palmas a acompanhar a batida e alguns passos de dança.

Bem recebida foi também a versão de «His Latest Flame», um original de Elvis Presley, à qual se seguiu outra cover: «Dust In The Wind», dos norte-americanos Kansas.

Todos de pé para «Rock You Like A Hurricane»

As emoções foram crescendo à medida que o espectáculo se aproximava do clímax. O enérgico «Big City Nights» e as baladas «Still Loving You» e «Wind Of Change» aqueceram as vozes e os corpos do público para o final com «Rock You Like A Hurricane», com toda a gente de pé, incluindo a bem conhecida Lili Caneças, que dançou com entusiasmo ao som do êxito de 1984.

Uma vénia colectiva deu por terminada a actuação de cerca de hora e meia. Depois, houve ainda tempo para alguns autógrafos e presentes como palhetas de guitarra ou baquetas de bateria. Missão cumprida para os Scorpions e um serão bem passado para os VIPs portugueses.

Alinhamento:

1. Loving You Sunday Morning
2. The Zoo
3. Is There Anybody Out There?
4. Always Somewhere
5. Holiday
6. You And I
7. Life Is Too Short
8. His Latest Flame (Elvis Presley)
9. Dust In The Wind (Kansas)
10. Send Me An Angel
11. Tease Me Please Me
12. Catch Your Train
13. Under The Same Sun
14. Rhythm Of Love
15. Big City Nights
16. Still Loving You
17. Wind Of Change
18. Rock You Like A Hurricane

Anúncios

Tags: ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: